30 March 2008

Rainhas da Noite

As verdadeiras rainhas da noite, quando não estamos em presença da nossa famosa Arturette, são sem dúvida as travecas de todos nós. E não, não digo isto de forma alguma, em sentido depreciativo. A verdade é que a noite de ontem, foi supreendentemente agradável. Verdade se diga que eu sou uma moça a que tudo agrada e que, um pouco alterada, tudo agrada muito mais. Assim, na noite passada, eu e a Noiva esperávamos um jantar tranquilo e sem muitas emoções em casa de umas amigas, eis se não quando somos convidadas para um novo bar gay suburbano, que pelos vistos está a dar cartas no que concerne a entertenimento gay por aquelas bandas, na costa da caparica. E não, não é o Mr. Gay, mas sim o Manhattan. Este novo espaço oferece, ao longo da semana, vários shows de transformismo, com incidência especial nas noites de sexta, sábado e domingo. E foi assim, aceitando o convite, dirigi-me com algum entusiasmo confesso, para este novo ghetto suburbano. Imaginem um café, normal, que tem apenso, saindo a porta e virando á esquerda, um bar. Todo de laranja, bate-se á porta e soa uma campainha propositadamente melodiosa, à Música no Coração. Abre-se a porta e aparece-nos um porteito lingrinhas, baixinho e desdentado, que também faz as vezes de disck-jockey, ficámos depois a saber. Ao descer a escada, dão-nos as boas vindas uns quadros temáticos, criados pela empregada do Bar, a Mina, que além de artista plástica é também a mente brilhante por detrás da bebida oficial da casa, as minaioskas, que por sinal, são fantásticas, uma espécie de caipiroskas com especiarias...E depois amigas, o espectáculo! O empregado sobe para cima de um banco desocupado e liga o holofote, em tons de vermelho. O barulho dos copos atrás do balcão, o múrmurio das conversas, o público encavalitado. Na assistência, enconta-se um casal que podiam ser os meus avós e ainda mais dois senhores velhotes de aspecto respeitável mas de vocabulário menos próprio; umas senhoras de aspecto saphico, uns senhores assim assim e no meio, um representante da Junta de Freguesia, um pouco anafado e bigodudo, mais entusiasmado do que era suposto com o que a performance que se seguiria. Estão reunidos todos os esteriótipos, o show está prestes a começar! Eis que surge a atracção da noite, Emma Strass! Eu sei que isto parece uma troça e é mas não é. Eu adoro. É o mesmo tipo de pecado envergonhado de gostar de ir visitar as minhas amigas do Champagne ao Kremlin. Gosto de observar e delicio-me com isso, com tudo. Adorei! Deixo aqui um agradecimento público ás nossas amigas Maria Isabellette e Maria Brendette que nos proporcinaram, a mim e à Noiva, esta noite especial de um sábado á noite qualquer e deixo-vos com uma das interpretações, embora não a mais brilhante (a que vi foi melhor) da nossa amiga Emma Strass, a Rainha deste Sábado. Palavra que gostei da moça!

4 comments:

Nunette said...

Eu não digo?! Minha Pipette é o rasgo de actualidade deste blog.
Dois comentários:

a) quando estes shows de transformismo deixarem de usar Gloria Gaynor, ABBA, Doce, Shirley Bassey e afins, eu juro que vou toda montada para o emprego!

b) cliquem em cima do nome da moça... vejam bem a quanidade de amigas ela tem no hi5. Perfil público, um luxo para uma traveca assumida!

Pipette said...

É toda cheia de atitute! Para a próxima, quando vos apetecer uma coisa diferente, vamos todas. Este foi o último espectáculo que ela estava a precisar de uma folga, tadita. Tem um emprego como todas nós durante o dia. Mas volta em Maio! Fica a sugestão :P

Arturette said...

Estamos lá todas caidas.......ou não me chame eu Arturette Josefina de Alenquer e Sabóia....Tenho dito

Beijinho Bom!!!!!

EmmaStrass said...

Obrigado por todos os comentários.
Informo todas que estou de volta. Ao MANHATTAN, só pontualmente, mas podem ver-me no Memorial - já passei a urbana - já esta 5ª Feira, dia 17/07 e Domingo, dia 20/07. Espero por vocês.
Obrigado uma vez mais.
EmmaStrass