19 September 2008

Sticky But Not So Sweet


Ainda em rescaldo do maior concerto que o nosso Cantinho, não este, mas o à beira-mar plantado que é o nosso Portugal, já aplaudiou em uníssono (relembro qe foram 75.000 pessoas, ou seja , 150.000 mãozinhas a bater umas nas outras ao mesmo tempo) a nossa Madonna desiludiu. A mim, pelo menos. Devo dizer que a expectativa era muita mas não se justificou o alarido. Sim, as músicas tinham arranjos e sonoridades novas, sim, é uma grande produção, sim, ela tem 50 anos e está ali para as curvas, tipo wonder woman e tal e tomara nós e mais não sei quê. Gostei. Mas não adorei e não iria outra vez. Não senti sequer um arrepiozinho. Tudo programadissimo, ao milimetro, mecânico, muito mais centrado nela que nos bailarinos, pelo menos em comparação com os dois concertos que vi anteriormente. E o mais engraçado é que, do sítio onde estávamos, em que podíamos ver o mar de gente pelos socalcos abaixo, não se sentia também grande entusiasmo. Podem dizer o que quiserem, mas que eu e Maria Nunette observámos isso mesmo, lá isso foi, com estes ulhitos. O concerto está dividido em quatro partes, pimp, old school, gipsy e rave. As primeiras duas partes, piores, nas últimas duas, a coisa começou a animar. Destaque para o separador Spanish, sem dúvida o melhor do concerto e o momento “Like a Prayer”. De resto meus amigos, tirando alguns outros apontamentos melhorzitos já destacados pela nossa Maria Nunette, nada de especial. Como Espectáculo + Madona, muito melhor o do Pavilhão Atlântico, melhor ainda o que tive oportunidade de ver em Amesterdão. Eu dou um 6 em 10 e é porque eu sei que ela trabalha muito! O melhor mesmo foi a tal expectativa, o frenessim em que Lisboa se encontrava na noite anterior ao concerto, e, como a Noiva referiu, a excitaria da nossa anfitriã. Madonna, fllha, ficamos a aguardar o próximo e mais não digo.

2 comments:

Noiva SubUrbana said...

Mal-agradecida... Eu cá gostei. Madonna no Pavilhão Atlântico foi o melhor concerto que vi na vida. Massive Attack no Pavilhão Atlântico foi o segundo melhor concerto que vi na vida. U2 no estádio de Alvalade foi o terceiro melhor concerto que vi na vida.
Madonna no Parque da Bela Vista não entra na minha selecção dos melhores, mas entra, sem dúvida, na dos maiores!
E pensar que comecei a dar mais atenção à Madonna por causa de ti, Pipette... Mal-agradecida... Respeita os ídolos!

Nunette said...

A verdadeira Madonna não esteve a 50Kms de mim, lá ao fundo, num palco.. esteve sim atrás de mim, revelada que se tournou NoivaSuburana que não deixou de mostrar seu talento inatingível na dança contemporânea...